O Esforço pessoal do cristão

maio 3, 2018

 

“Está consumado!” João 19:30

A frase mais poderosa da Bíblia, última coisa que Jesus disse antes de morrer, nos dá a certeza de que já não há mais para nós condenação, nem impedimento, nem barreira, nem dívida. Tudo foi feito, o Filho de Deus fez o que ninguém jamais poderia fazer: A obra completa para a salvação eterna de todo aquele que nele crê.

Mas é comum encontrar cristãos com dificuldades para compreender o seu papel na vida cristã, ou seja; como deve viver sua jornada aqui na terra? Qual é a sua parte na caminhada? Existe ainda algo que é nossa responsabilidade ?

A Bíblia deixa muito claro que o ser humano NADA pode fazer para se purificar, se justificar e ser aceito por Deus. Esta é a obra que somente o Filho de Deus poderia fazer e  a consumou na cruz.  O Cordeiro de Deus como única salvação para o ser humano é o tema central de toda a Bíblia. Esta é a coisa mais importante que todo ser humano deve saber.

Repito e digo sem medo de errar: Qualquer coisa que alguém disser que tire 100% do crédito de Jesus Cristo pela nossa salvação e santificação, é mentira de Satanás.

Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.
Não vem das obras, para que ninguém se glorie.
Efésios 2:8-9

Mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado, O qual, na verdade, em outro tempo foi conhecido, ainda antes da fundação do mundo
1 Pedro 1:19-20

Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo. 
1 Coríntios 3:11

Muito bem, agora que isto está claro, prossigo com o que queria comentar, sobre a minha responsabilidade, sobre o que eu devo fazer.

Este tema é tão delicado, que divide algumas igrejas, causa receios e exageros para vários lados.  Embora todos os protestantes concordem (ou deveriam concordar) sobre a salvação unicamente pela obra de Cristo, as diferentes vertentes do protestantismo interpretam a responsabilidade pessoal do homem de diferentes formas. Este é um dos pontos que fizeram surgir algumas diferenças teológicas e doutrinárias entre os protestantes. Até o próprio Lutero teve seus equívocos sobre isso, se enroscando no capítulo 2 de Tiago, mas quando eu leio este capítulo, entendo que ele está dizendo o mesmo que João Batista: “Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento;” (Mateus 3:2)

Desde adolescente eu tenho aprendido na prática que sem Jesus eu NADA posso fazer (João 15:5). Não há dúvida de que isto é uma verdade absoluta, além do próprio Jesus Cristo tê-la dito, eu sou testemunha viva deste fato. Vejo esta verdade na minha própria vida diária, de maneira clara eu percebo que além de não poder ser salva, sem Jesus eu não posso fazer nada. Sem a misericórdia do Pai e a morte de Jesus eu estaria eternamente na situação mais desgraçada de condenação e sem a mínima esperança.

Mas comecei a me questionar se não estava exagerando em outro ponto. Por exemplo; quando eu leio um livro, ou entro numa igreja ou ouço pregações na internet, só de ouvir a frase “você tem que … (qualquer coisa)” eu já sentia arrepios, pensando: esta pessoa está querendo tirar a glória de Deus e dar aos homens, dizendo que nós podemos fazer alguma coisa.
Eu sei que sem Cristo não posso ser salva nem aceita, eu não posso fazer nada sem Cristo! Mas e agora COM CRISTO, será que eu não posso fazer alguma coisa? Ou melhor, será que eu não “tenho que fazer” alguma coisa?

A ideia de esforço pessoal na caminhada cristã me parecia quase herética. Se esforçar pra ter uma recompensa então… Nossa aí é uma blasfêmia! Então pesquisei na Bíblia eletrônica passagens que falam sobre esforço pessoal:

Velho Testamento:

I CRÔNICAS 22:13 – Então prosperarás, se tiveres cuidado de guardar os estatutos e os juízos que o Senhor ordenou a Moisés acerca de Israel. Esforça-te, e tem bem ânimo; não temas, nem te espantes.

I CRÔNICAS 28:10 – Agora toma cuidado, porque o Senhor te escolheu para edificares uma casa para o santuário; esforça-te, e faze a obra.

II CRÔNICAS  15: 7 – Vós, porém, esforçai-vos, e não desfaleçam as vossas mãos; porque a vossa obra terá uma recompensa.

E ainda: JOSUÉ  cap. 1: v 6, 7, 9  e 18. – cap.10 v25 – cap. 23 v6 /SALMOS cap. 31 v·24 / NÚMEROS  cap 13 v20 / I CRÔNICAS  cap. 28 v·20 / II SAMUEL cap. 13 v28 / I CRÔNICAS  cap. 19 v·13 / ISAÍAS  cap. 41 v·6  / AGEU  cap. 2 v·4

No Novo Testamento procurei sobre esforço e trabalho:

Romanos 6:19 b – Assim como vocês ofereceram os membros dos seus corpos em escravidão à impureza e à maldade que leva à maldade, ofereçam-nos agora em escravidão à justiça que leva à santidade.

Romanos cap. 15 v 20  – deste modo esforçando-me por anunciar o evangelho, onde Cristo ainda não houvera sido nomeado, para não edificar sobre fundamento alheio;

Gálatas cap. 4·v 27  – Pois está escrito: Alegra-te, estéril, que não dás à luz; esforça-te e clama, tu que não estás de parto; porque mais são os filhos da desolada do que os da que tem marido.

Filipenses 3:12-14 – Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui também preso por Cristo Jesus. Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.

Colossenses 1:28-29 – Cristo a quem anunciamos, admoestando a todo o homem, e ensinando a todo o homem em toda a sabedoria; para que apresentemos todo o homem perfeito em Jesus Cristo;
E para isto também trabalho, combatendo segundo a sua eficácia, que opera em mim poderosamente.

1 Coríntios 3:8 – Ora, o que planta e o que rega são um; mas cada um receberá o seu galardão segundo o seu trabalho.

1 Coríntios 3:13-14 – A obra de cada um se manifestará; na verdade o dia a declarará, porque pelo fogo será descoberta; e o fogo provará qual seja a obra de cada um. Se a obra que alguém edificou nessa parte permanecer, esse receberá galardão.

1 Coríntios 15:58 – Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.

2 Coríntios cap. 5 v – 9 e 10- Pelo que também nos esforçamos para ser-lhe agradáveis, quer presentes, quer ausentes. Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal.

2 Coríntios 11:27 – Trabalhei arduamente; muitas vezes fiquei sem dormir, passei fome e sede, e muitas vezes fiquei em jejum; suportei frio e nudez.

1 Tessalonicenses 2:9 – Porque bem vos lembrais, irmãos, do nosso trabalho e fadiga; pois, trabalhando noite e dia, para não sermos pesados a nenhum de vós, vos pregamos o evangelho de Deus.

Tito 2:7 – Em tudo seja você mesmo um exemplo para eles, fazendo boas obras. Em seu ensino, mostre integridade e seriedade.

Tito 2:14 – Ele se entregou por nós a fim de nos remir de toda a maldade e purificar para si mesmo um povo particularmente seu, dedicado à prática de boas obras

Tito 3: 8 – Fiel é a palavra, e isto quero que deveras afirmes, para que os que crêem em Deus procurem aplicar-se às boas obras; estas coisas são boas e proveitosas aos homens.

Tito 3:14 – Quanto aos nossos, que aprendam a dedicar-se à prática de boas obras, a fim de que supram as necessidades diárias e não sejam improdutivos.

Efésios 2:10 – Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas. 
Hebreus 10:24 – E consideremo-nos uns aos outros para incentivar-nos ao amor e às boas obras.

Apocalipse 2:1-3 – Escreve ao anjo da igreja que está em Éfeso (…) Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua paciência, e que não podes tolerar os maus; e puseste à prova os que dizem ser apóstolos, e o não são, e tu os achaste mentirosos. E sofreste, e tens paciência; e trabalhaste pelo meu nome, e não te cansaste.

Notei que no Antigo Testamento o esforço, perseverança e trabalho dos homens de Deus eram para conquistar promessas de herdeiros, povos, terras e coisas desta natureza. E Deus os recompensava pelo trabalho diligente e principalmente pela fidelidade a Ele, por não se contaminarem com práticas pagãs. No Novo Testamento, os servos de Deus trabalham e se esforçam para anunciar o Evangelho de Cristo e cuidar das pessoas. Mas da mesma maneira vemos que Deus abençoa e recompensa o esforço em obediência, a fidelidade e a separação das práticas dos homens maus.

Perceba que em toda a Bíblia, o esforço e a dedicação que Deus pede estão relacionados a: Obediência à Palavra, busca sincera e perseverante através da oração e na confiança em Deus sob qualquer situação.

É imprescindível ressaltar também que, há também em toda a Bíblia a reprovação de Deus aos homens que se orgulham de si mesmos (redundância proposital) e dos seus feitos. Porque o dia do SENHOR dos Exércitos será contra todo o soberbo e altivo, e contra todo o que se exalta, para que seja abatido. Isaías 2:12

Vale muito a pena ler o capítulo 38 de Jó, onde Deus coloca o homem no seu devido lugar quando este tenta se levantar em altivez de argumentos para com o Todo Poderoso.

Até Paulo, depois de descrever tudo o que ele havia feito pelo Reino de Deus, em 2 Coríntios capítulo 11, ele termina dizendo: Se devo me orgulhar, que seja nas coisas que mostram a minha fraqueza.

Então, com isso eu concluo que:

  1. Sem Cristo nós nada podemos fazer.
  2. Com Cristo, nós podemos e devemos fazer muitas coisas para o seu Reino.
  3. Deus abençoa e recompensa nosso trabalho e obediência.
  4. Toda a glória e mérito sempre pertencem a Deus, porque o que fazemos, só fazemos pela capacitação que vem do próprio Deus (item número 1)

 

Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado. Tiago 4:17

Anúncios

fevereiro 7, 2018

Estou participando de um grupo de oração, onde os pedidos de inúmeras pessoas chegam para que estejamos intercedendo a Deus por elas. Ali ficamos sabendo de muitas histórias tristes… pais que perderam os filhos em acidentes, em doenças, gente que aguarda sofrendo há anos por cirurgia, e uma criança que nasceu com um síndrome rara e muito severa, que transformou a vida dos jovens pais em praticamente moradores dos hospitais.

Muitas vezes eu volto para casa com o coração comovido por estas histórias, que me fazem meditar em várias coisas:

Penso na importância de ser grata por tudo o que Deus me concedeu e também da necessidade imprescindível de ter uma vida de relacionamento constante com o Senhor.

Uma das minhas passagens preferidas da Bíblia, encontra-se em Apocalipse 21:1 a 6
“ E vi um novo céu e uma nova terra. Porque já se foram o primeiro céu e a primeira terra, e o mar já não existe. E vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que descia do céu da parte de Deus, adereçada como uma noiva ataviada para o seu noivo. E ouvi uma grande voz, vinda do trono, que dizia: Eis que o tabernáculo de Deus está com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e Deus mesmo estará com eles. Ele enxugará de seus olhos toda lágrima; e não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem lamento, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas. E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E acrescentou: Escreve; porque estas palavras são fiéis e verdadeiras. 6. Disse-me ainda: está cumprido: Eu sou o Alfa e o Omega, o princípio e o fim. A quem tiver sede, de graça lhe darei a beber da fonte da água da vida.”

Essa passagem fala da outra vida, a vida eterna reservada aos que foram lavados no sangue do Cordeiro. Realmente, se tivéssemos a plena revelação que João teve, jamais iríamos nos deixar seduzir por qualquer coisa deste mundo que tirasse o foco de Cristo.

Essa linda passagem de Apocalipse enche o coração de alegria e esperança no futuro, mas também nos ajuda a viver aqui, pois nos lembra que: para quem está em Cristo, nem mesmo o pior acontecimento, que é a morte, nos deixa sem esperança.

Por isso tenho feito a mesma oração de Davi no belíssimo Salmos 27: ‘Uma coisa pedi ao Senhor, e a buscarei: que possa morar na casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a formosura do Senhor, e aprender no seu templo. Pois no dia da adversidade me esconderá no seu pavilhão; no recôndito do seu tabernáculo me esconderá; sobre uma rocha me elevará.”

Afinal, quem ou o quê poderia, além do perdão e vida eterna, dar-nos também consolo e forças num momento de profunda tribulação ou luto? Somente a fé que Deus dá é o que nos capacita a passar pelas tribulações da vida sem perder a esperança e experimentar a paz sobrenatural que só o Senhor Jesus pode dar, como disse Jesus em João 14: 27. “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; eu não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.”

Foi esse dom de Deus que possibilitou aos discípulos de Jesus manterem a sanidade, coragem e esperança nos momentos mais difíceis. “Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desesperados; perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos;” 2 Coríntios 4:8-9

A fé e a paz são dádivas divinas, do Senhor que é presente em tempos de angústia (Salmo 46)

São tantos os desafios da vida, nós nunca sabemos o que vai acontecer, mas como diz o salmo 91: “ Os que habitam no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente, descansarão”.

Então, como eu poderia deixar de buscar ao meu Senhor para habitar continuamente no seu refúgio? Gosto da sinceridade de Pedro respondendo quando Jesus lhe pergunta se ele não iria o abandoná-lo por causa das dificuldades: “Senhor, para onde iremos? Só Tu tens as palavras de vida eterna.” Joao 6:68

Oh, meu Redentor, não permita que eu me aparte da Tua presença! Guia-me pelos Teus caminhos eternos, bem longe das seduções deste mundo. Me ajude a viver sempre diante do Senhor com orações, súplicas e ações de graças. Guarda com a Tua paz, o meu coração e meus pensamentos em Cristo Jesus.

Amém.


Prioridade

agosto 21, 2017

Não sei se é uma coisa desta época ou se sempre foi assim, mas o fato que é a maioria das pessoas não pensa seriamente sobre as suas prioridades de vida.

Quando você conversa com alguém, a maioria até diz coisas como: “a coisa mais importante pra mim é … ” geralmente “família” e “Deus” encabeçam a lista das prioridades mais populares. Mas é só olhar para a situação da sociedade, totalmente desestruturada, egoísta e corrupta, e já constatamos que, na grande maioria das vezes, essas tais prioridades são apenas da boca pra fora.

É muito fácil simplesmente dizer: “tal coisa é o mais importante para mim”, mas são as nossas atitudes que demonstram aquilo que é de fato prioridade para nós.
Aquilo que damos o melhor do nosso tempo, o melhor dos nossos recursos e o melhor das nossas energias, isso é nosso maior valor.
Jesus disse: “Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração.” (Mateus 6:21)

Segundo o que aprendemos na Bíblia toda, eu entendo que um cristão pode ter várias coisas importantes, mas somente UMA prioridade: “Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento” (Marcos 12: 30). Amar a Deus sobre TODAS as coisas, inclusive acima de mim mesmo.
Mas se formos bem sinceros, nós sabemos que a prioridade de todo ser humano é o “eu”, em segundo lugar “eu”, e em terceiro lugar: “eu”. Por isso que Jesus disse: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me (Lucas 9:23).
Sim, o chamado de Jesus é muito radical! Mas lembre-se que Ele é O ÚNICO CAMINHO.

Agora pense na sua prioridade, naquilo que é maior valor para você.
Vou falar sobre mim; tenho uma série de coisas que acho importantes e que gostaria muito ter por toda minha vida aqui na terra: saúde, família, amigos, uma moradia bem arejada e com água quente, ter acesso a um bom atendimento médico quando necessário … e depois vem várias outras coisinhas que também gosto bastante, mas que acredito que seria menos difícil ficar sem.
Mas ACIMA DE TODAS ESTAS COISAS, a prioridade precisa ser amar a Deus.

Dizer “amar a Deus” pode parecer meio vago, primeiro porque Deus é Espírito, nós não o vemos, nem o tocamos, portanto é um amor que depende de fé, e a fé é um dom de Deus. Outra questão que pode tornar isso difícil de vivenciar na prática é que hoje em dia a palavra amor está meio banalizada, mas ao contrário do que o mundo ensina, o amor não é um mero sentimento, amor é uma atitude que se traduz em ações. Ouvi da missionária Dra. Edméia Williams uma frase fantástica: “a consequência do amor é o sofrimento”.
Isso é uma grande verdade, pois quem ama de verdade não olha só para si mesmo, antes, sofre pelo outro, se doa, tem prazer em servir ao seu amor, se alegra com sua alegria e se entristece com sua tristeza, e quer estar junto para sempre. O verdadeiro amor motiva uma real fidelidade e muda nossas prioridades. Leia 1 Coríntios 13:4a7 e entenda de uma vez por todas que o amor verdadeiro sempre é sacrificial.

Agora pense na maior demonstração de amor que nós temos:  Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que Nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3:1). Deus nos amou de tal maneira! Ele quer que passemos a vida eterna com Ele! E nós? Amamos ao Senhor com todo nosso coração, todas forças e todo entendimento? Queremos mais do que tudo, estar com Ele na eternidade? Ou será que apenas O temos como “importante”, enquanto nossa verdadeira prioridade somos nós mesmos, nossos prazeres, nossos planos, nossa satisfação momentânea nesta breve vida aqui na terra?

Hoje é comum ouvir a frase “o importante é ser feliz”. Mas você já parou para pensar que se os mártires cristãos pensassem assim, talvez não tivéssemos mais a Bíblia para ler? Se os apóstolos de Jesus pensassem assim, não teríamos o Testamento do Evangelho salvador de Jesus Cristo? Mais ainda; se Jesus pensasse assim, nós estaríamos todos sem nenhuma esperança, condenados ao lago de fogo eterno?
Querido leitor, Jesus realmente não precisava morrer, Ele nunca teve pecado algum, Ele sempre esteve na glória eterna dos céus. Quem precisava da morte de Cristo éramos nós! Ele sofreu tudo aquilo para pagar uma dívida que era nossa!
Agora veja as últimas palavras de Jesus antes de partir voluntariamente para os açoites e crucificação: “Pai, se queres, afasta de mim este cálice; contudo, não seja feita a minha vontade, mas a Tua”. Apareceu-lhe então um anjo do céu que o fortalecia. Estando angustiado, ele orou ainda mais intensamente; e o seu suor era como gotas de sangue que caíam no chão. (Lucas 22: 42-44)
Observe que Jesus estava muito angustiado, porém Ele amava a Deus Pai acima de todas as coisas, de modo que colocou a sua própria vontade sujeita à vontade de Deus, e a vontade de Deus era recuperar a humanidade perdida, através do pagamento do preço de morte do pecado.

Diante de tudo isso, é necessário perguntar novamente: Qual a minha PRIORIDADE? Aquilo que está ACIMA DAS COISAS IMPORTANTES? Se a prioridade for realmente Deus, a única atitude correta é ter a coragem de dizer como Jesus: “não seja feita a minha vontade, mas a Tua”.

Você pode dizer: “isso é humanamente impossível”, e está correto! Somente pelo poder do Espírito Santo em nós, poderemos ter a coragem e a capacidade de viver desta maneira, como Jesus diz: negando a nós mesmos, tomando a cada dia a nossa cruz e seguindo-O.
Muitos cristãos ainda hoje são torturados e mortos pela fidelidade a Deus, aqui no Brasil (ainda) não passamos por isso, mas não se engane, o Senhor vai colocar nossa fidelidade à prova durante a nossa vida, de diversas maneiras, seja na escolha daquilo que é just em detrimento de se obter “vantagens”, na obediência aos princípios bíblicos ao invés de satisfazer prazeres carnais, na perseverança em tempos de crises, enfim, tantas coisas, pequenas e grandes, provam a nossa fé. Por isso, NADA na vida de um cristão, pode receber mais atenção do que a comunhão constante com Deus, a busca diligente e incessante pela direção e capacitação do Espírito Santo, através do estudo da Bíblia, das súplicas, orações e ações de graças, para que possamos permanecer fiéis diante de todas as provas da vida, que certamente virão!

E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará.
Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo.
(Mateus 24: 12-13)

 


Tempo de aprender

agosto 3, 2017

Aprender a silenciar

Aprender a confiar

Aprender a amadurecer

Aprender a crescer

Aprender a dedicar

Aprender a agradecer!

Aprender a chorar

Aprender a sorrir

Aprender a encontrar alegrias em muitas situações

Aprender a desfrutar

Aprender a viver

Sempre.

 


maio 25, 2017

O perfeccionista é um eterno descontente… Não basta admirarmos as qualidades nas pessoas, dizemos: “Quero ser assim!” Quero ter a simpatia de fulano, a disciplina de ciclano e a criatividade de beltrano.

Devemos sim nos inspirar e buscar sempre o aperfeiçoamento. Mas, devemos também ser pacientes conosco e com os outros, pois a vida é exatamente isso; um constante aprendizado com os erros e acertos. Não devemos viver com uma obsessão em polir todas as arestas. Afinal, uma peça perfeitamente redonda, não se encaixa em quebra-cabeças algum.


maio 23, 2017

O amor só é amor de verdade, quando é de livre e espontânea escolha.

Por isso creio que Deus deixou o livre arbítrio.


Gratidão por mais um ano

janeiro 1, 2017

1° dia do ano!

Ano passado começou bem difícil, pela primeira vez em minha vida perdi alguém muito próximo: Minha vózinha querida. Desde o dia em que nasci, nunca fiquei mais do que 1 semana longe dela, ela sempre morou conosco. Eu sinto muita, MUITA saudade dela, com o jeitinho sempre amoroso e paciente, nunca conheci ninguém assim.

Mas apesar desse acontecimento tão triste, não poderia deixar de ter muita gratidão por mais um ano que Deus cuidou com tanta misericórdia de toda minha família, nos dando saúde, livramentos, um local seguro e confortável para morar e tantas coisas em abundância. Muita gratidão por poder andar pelas minhas próprias pernas, poder ver e ouvir tudo à minha volta! Nas minhas caminhadas eu sempre agradeço a Deus por esses presentes que simplesmente não tem preço. É muito privilégio! Tão bom poder sair e chegar em casa, poder cultuar ao meu Deus livremente, poder tomar banho quentinho, ter alimentos, ter tudo… Sabia que mais de 70% dos habitantes do planeta não tem essas coisas, essas oportunidades e essa liberdade? Pense que 25% das pessoas do mundo vivem na China comunista, sem liberdade, mais de 20% que vivem na Índia, com baixa qualidade de vida, pense na grande quantidade de pessoas que vivem em países africanos, marcados pela pobreza e governos ditatoriais, pense nos sírios e outros daquela região que sofrem as terríveis consequências das guerras e opressões diversas. Chegando mais perto, pense nos haitanos, cubanos, venezuelanos e outros tantos latino americanos que sofrem com misérias e constantes desastres naturais. Pensem nos brasileiros que vivem em situação de miséria e falta de recursos (65% dos brasileiros sequer tem água tratada) Enfim… Nós somos muito privilegiados!! É muito importante que nunca esqueçamos disso.

Meu desejo para 2017 é continuar sendo sustentada pela graça e misericórdia do Senhor, porque eu não sou melhor do que ninguém e não mereço nada disso. Desejo também saber utilizar cada vez melhor os recursos e oportunidades que Deus me deu para poder ajudar mais pessoas.

Louvado seja o nome do meu Senhor e Salvador Jesus Cristo, só por Ele eu poderia ver tudo isso.