A urgência da vida

Imagine que neste exato momento você escute um gigantesco estrondo como nunca antes ouviu. Você sai correndo para a rua e todos estão olhando para o céu, onde um espantoso fenômeno está diante dos olhos de todos: Um homem vestido de branco e olhos como fogo (1) está chegando entre as nuvens com o som de muitas trombetas.
À sua volta ninguém mais está dirigindo, trabalhando, comendo ou conversando; todos pararam o que estavam fazendo e estão estarrecidos diante da visão assombrosa e do som quase ensurdecedor. Muitos entram em pânico, gritam e correm sem direção, outros se atiram no chão chorando cheios de pavor. (2)

Se a sua reação diante desta cena seria medo e arrependimento de estar vivendo de maneira errada, é porque você ESTÁ vivendo de maneira errada.

Nós nunca sabemos quantos minutos de vida ainda temos aqui, desde o dia em que nascemos estamos em contagem regressiva. Sem nenhum aviso, iremos morrer ou veremos Cristo voltando.
Às vezes nós vivemos como se o reino espiritual fosse uma fábula, como se Deus fosse apenas algo respeitoso e impessoal, um ser distante, presente em cerimônias religiosas, ou uma lembrança na Bíblia que enfeita a sala de jantar. Mas a verdade é que Deus não é assim, este é apenas um deus imaginário que criamos para ter algum alento nos momentos de dificuldades, ou nos sentirmos bons, através de uma reverência vazia, que não se manifesta na vida prática, onde o que realmente impera é a nossa vontade e nossa opinião.

E não paramos pra analisar que não faz a menor diferença a ideia que nós fazemos de Deus, o que interessa é quem Ele realmente é, e Ele se revela na Sua Palavra, que aponta para Cristo. Disso depende a nossa vida!
Por que tantos, mesmos os que se chamam cristãos, vivem sem ter o mínimo interesse em conhecer quem Deus realmente é? Não leem a Bíblia, que é a carta de Deus para a humanidade, o livro mais perseguido de toda a história, que só existe ainda porque o próprio Deus a preservou e tantos mártires morreram por ela.

E mesmo os que já a conhecemos, será que estamos vivendo para os propósitos eternos de Deus ou estamos desperdiçando nossas vidas apenas correndo atrás de satisfazer os caprichos do nosso ego? Por que vivemos como se Deus fosse nos chamar aos poucos, quando sabemos que seu chamado é súbito, tanto pelo arrebatamento quanto pela morte? (3)  Por que achamos que o Reino dos céus é como uma sala de aula, que podemos chegar depois de fechada a porta e ainda nos deixarão entrar? Deus já nos advertiu com a arca de Noé e com a parábola das dez virgens que não será assim. (4)
Um segundo após a nossa morte estaremos diante da realidade espiritual, que muitos zombam, outros ignoram e outros dizem como os atenienses “a respeito disso te ouviremos depois”. (5)

Misericórdia oh Deus!! Livra-nos das distrações dessa vida passageira, cria em nós um coração reto. Que o negar a nós mesmos, tomar a cruz e seguir a Cristo (6) não seja apenas uma frase decorada, mas a nossa vida de verdade. Nos ensine a deixar de lado nosso egocentrismo e nosso coração enganoso, que grita por atenção e mimo. Quebranta-nos aos teus pés. Não permita Senhor, que vivamos nos enganando e naquele dia escutar: “Nunca vos conheci.” (7)

 

(1) E vi o céu aberto, e eis um cavalo branco; e o que estava assentado sobre ele chama-se Fiel e Verdadeiro; e julga e peleja com justiça.
E os seus olhos eram como chama de fogo; e sobre a sua cabeça havia muitos diademas; e tinha um nome escrito, que ninguém sabia senão ele mesmo.

Apocalipse 19: 11-12

(2) Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.
E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus.
Mateus 24:30,31

(3) Eia agora vós, que dizeis: Hoje, ou amanhã, iremos a tal cidade, e lá passaremos um ano, e contrataremos, e ganharemos;
Digo-vos que não sabeis o que acontecerá amanhã. Porque, que é a vossa vida? É um vapor que aparece por um pouco, e depois se desvanece.

Tiago 4:13,14

(4)  E depois chegaram também as outras virgens, dizendo: Senhor, Senhor, abre-nos.
E ele, respondendo, disse: Em verdade vos digo que vos não conheço.
Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora em que o Filho do homem há de vir.

Mateus 25:11-13

(5) E, como ouviram falar da ressurreição dos mortos, uns escarneciam, e outros diziam: Acerca disso te ouviremos outra vez.
Atos 17:32

(6) E chamando a si a multidão, com os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me.
Porque qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, mas, qualquer que perder a sua vida por amor de mim e do evangelho, esse a salvará.
Pois, que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma?
Ou, que daria o homem pelo resgate da sua alma?
Porquanto, qualquer que, entre esta geração adúltera e pecadora, se envergonhar de mim e das minhas palavras, também o Filho do homem se envergonhará dele, quando vier na glória de seu Pai, com os santos anjos.

Marcos 8:34-38

(7) E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.
Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha;
E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha.
E aquele que ouve estas minhas palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia;
E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e caiu, e foi grande a sua queda.
Mateus 7:23-27

E vi um grande trono branco, e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiu a terra e o céu; e não se achou lugar para eles.
E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante de Deus, e abriram-se os livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida. E os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras.
E deu o mar os mortos que nele havia; e a morte e o inferno deram os mortos que neles havia; e foram julgados cada um segundo as suas obras.
E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte.
E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo.
Apocalipse 20:11-15

 Portanto, convém-nos atentar com mais diligência para as coisas que já temos ouvido, para que em tempo algum nos desviemos delas.
Porque, se a palavra falada pelos anjos permaneceu firme, e toda a transgressão e desobediência recebeu a justa retribuição,
Como escaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande salvação, a qual, começando a ser anunciada pelo Senhor, foi-nos depois confirmada pelos que a ouviram;
Hebreus 2:1-3

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: