Prioridade

agosto 21, 2017

Não sei se é uma coisa dessa época ou se sempre foi assim, mas o fato que é a maioria das pessoas não pensa seriamente sobre as suas prioridades de vida.

Quando você conversa com alguém, a maioria até diz coisas como “a coisa mais importante pra mim é… ” geralmente “família” e “Deus” encabeçam a lista das prioridades mais populares. Mas é só olhar para a situação da sociedade totalmente desestruturada, egoísta e corrupta, e já constatamos que, na grande maioria das vezes, essas tais prioridades são apenas da boca pra fora.

É muito fácil simplesmente dizer: “tal coisa é o mais importante para mim”, mas são as nossas atitudes que demonstram aquilo que é de fato prioridade para nós.
Aquilo que damos o melhor do nosso tempo, o melhor dos nossos recursos e o melhor das nossas energias, isso é nosso maior valor.
Jesus disse: “Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração.” (Mateus 6:21)

Como esse é um blog sobre reflexões pessoais, quero começar uma autoanálise partindo do princípio da vida de um cristão.
Segundo o que aprendemos na Bíblia toda, um cristão pode ter várias coisas importantes, mas somente UMA prioridade: “Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento” (Marcos 12: 30). Amar a Deus sobre TODAS as coisas, inclusive acima de mim mesmo.
Mas se formos bem sinceros, nós sabemos que a prioridade de todo ser humano é o “eu”, em segundo lugar “eu”, e em terceiro lugar: “eu”. Por isso que Jesus disse: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me (Lucas 9:23).
Sim, o chamado de Jesus é muito radical! Mas lembre-se que Ele é O ÚNICO CAMINHO.

Agora pense na sua prioridade, naquilo que é maior valor para você.
Vou falar sobre mim; tenho uma série de coisas que acho importante e que gostaria muito ter por toda minha vida aqui na terra: saúde, família, amigos, ter uma moradia bem arejada e com água quente, ter acesso a um bom atendimento médico quando necessário … e depois vem várias outras coisinhas que também gosto bastante, mas que acredito que seria menos difícil ficar sem.
Mas ACIMA DE TODAS ESTAS COISAS, a prioridade precisa ser amar a Deus.

Dizer “amar a Deus” pode parecer meio vago, primeiro porque Deus é Espírito, nós não o vemos, nem o tocamos, portanto é um amor que depende de fé, e a fé é um dom de Deus. Outra questão que pode tornar isso difícil de vivenciar na prática é que hoje em dia a palavra amor está meio banalizada, mas ao contrário do que o mundo ensina, o amor não é um mero sentimento, amor é uma atitude que se traduz em ações. Ouvi da missionária Dra. Edméia Williams uma frase fantástica: “a consequência do amor é o sofrimento”.
Isso é uma grande verdade, quem ama de verdade não olha só para si mesmo, antes tem prazer em servir ao seu amor, se doa, se alegra com sua alegria e se entristece com sua tristeza. Como é terrivelmente doloroso ver alguém que amamos sofrendo. O verdadeiro amor motiva uma real fidelidade e muda nossas prioridades. Leia 1 Coríntios 13:4a7 e entenda de uma vez por todas que o amor verdadeiro sempre é sacrificial.

Agora pense na maior demonstração de amor que nós temos:  Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que Nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3:1). Deus nos amou de tal maneira! Ele quer que passemos a vida eterna com Ele! E nós? Amamos ao Senhor mais do que tudo? Queremos estar com Ele na eternidade? Ou será que apenas O temos como “importante”, enquanto nossa verdadeira prioridade somos nós mesmos, nossos prazeres, nossos planos, nossa satisfação momentânea nesta breve vida aqui?

Hoje é comum ouvir a frase “o importante é ser feliz”. Mas você já parou para pensar que se os mártires cristãos pensassem assim, talvez não teríamos mais a Bíblia para ler? Se os apóstolos de Jesus pensassem assim, não teríamos o Testamento do Evangelho salvador de Jesus Cristo? Mais ainda; se Jesus pensasse assim, nós estaríamos todos sem nenhuma esperança, condenados ao lago de fogo eterno?
Querido leitor, Jesus não precisava morrer, Ele nunca teve pecado algum, Ele sempre esteve na glória eterna dos céus. Quem precisava da morte de Cristo éramos nós!
Veja as últimas palavras de Jesus antes de partir voluntariamente para os açoites e crucificação: “Pai, se queres, afasta de mim este cálice; contudo, não seja feita a minha vontade, mas a Tua”. Apareceu-lhe então um anjo do céu que o fortalecia. Estando angustiado, ele orou ainda mais intensamente; e o seu suor era como gotas de sangue que caíam no chão. (Lucas 22: 42-44)
Observe que Jesus amava a Deus Pai acima de todas as coisas, de modo que colocou a sua própria vontade sujeita à vontade de Deus, e a vontade de Deus era ferí-lo para que por sua morte possamos ter a remissão dos nossos pecados e acesso ao Pai.

Diante de tudo isso, é necessário perguntar novamente: Qual a minha PRIORIDADE? Aquilo que está ACIMA DAS COISAS IMPORTANTES? Se a prioridade for realmente Deus, a única atitude correta é ter a coragem de dizer como Jesus: “não seja feita a minha vontade, mas a Tua”.

Somente pelo poder do Espírito Santo em nós, poderemos ter a coragem e a capacidade de viver desta maneira, como Jesus diz: negando a nós mesmos, tomando a cada dia a nossa cruz e seguindo-O.
Muitos cristãos ainda hoje são torturados e mortos pela fidelidade a Deus, aqui no Brasil (ainda) não passamos por isso, mas não se engane, o Senhor vai colocar nossa fidelidade à prova durante a nossa vida, de diversas maneiras. Por isso nada pode ser mais importante na vida de um cristão do que a comunhão constante com Deus, a buscando a direção e capacitação do Espírito Santo através do estudo da Bíblia, das súplicas, orações e ações de graças para permanecer fiel diante de todas as provas da vida.

E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará.
Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo.
(Mateus 24: 11-13)

 


Tempo de aprender

agosto 3, 2017

Aprender a silenciar

Aprender a confiar

Aprender a amadurecer

Aprender a crescer

Aprender a dedicar

Aprender a agradecer!

Aprender a chorar

Aprender a sorrir

Aprender a encontrar alegrias em muitas situações

Aprender a desfrutar

Aprender a viver

Sempre.

 


maio 25, 2017

O perfeccionista é um eterno descontente… Não basta admirarmos as qualidades nas pessoas, dizemos: “Quero ser assim!” Quero ter a simpatia de fulano, a disciplina de ciclano e a criatividade de beltrano.

Devemos sim nos inspirar e buscar sempre o aperfeiçoamento. Mas, devemos também ser pacientes conosco e com os outros, pois a vida é exatamente isso; um constante aprendizado com os erros e acertos. Não devemos viver com uma obsessão em polir todas as arestas. Afinal, uma peça perfeitamente redonda, não se encaixa em quebra-cabeças algum.


maio 23, 2017

O amor só é amor de verdade, quando é de livre e espontânea escolha.

Por isso creio que Deus deixou o livre arbítrio.


Gratidão por mais um ano

janeiro 1, 2017

1° dia do ano!

Ano passado começou bem difícil, pela primeira vez em minha vida perdi alguém muito próximo: Minha vózinha querida. Desde o dia em que nasci, nunca fiquei mais do que 1 semana longe dela, ela sempre morou conosco. Eu sinto muita, MUITA saudade dela, com o jeitinho sempre amoroso e paciente, nunca conheci ninguém assim.

Mas apesar desse acontecimento tão triste, não poderia deixar de ter muita gratidão por mais um ano que Deus cuidou com tanta misericórdia de toda minha família, nos dando saúde, livramentos, um local seguro e confortável para morar e tantas coisas em abundância. Muita gratidão por poder andar pelas minhas próprias pernas, poder ver e ouvir tudo à minha volta! Nas minhas caminhadas eu sempre agradeço a Deus por esses presentes que simplesmente não tem preço. É muito privilégio! Tão bom poder sair e chegar em casa, poder cultuar ao meu Deus livremente, poder tomar banho quentinho, ter alimentos, ter tudo… Sabia que mais de 70% dos habitantes do planeta não tem essas coisas, essas oportunidades e essa liberdade? Pense que 25% das pessoas do mundo vivem na China comunista, sem liberdade, mais de 20% que vivem na Índia, com baixa qualidade de vida, pense na grande quantidade de pessoas que vivem em países africanos, marcados pela pobreza e governos ditatoriais, pense nos sírios e outros daquela região que sofrem as terríveis consequências das guerras e opressões diversas. Chegando mais perto, pense nos haitanos, cubanos, venezuelanos e outros tantos latino americanos que sofrem com misérias e constantes desastres naturais. Pensem nos brasileiros que vivem em situação de miséria e falta de recursos (65% dos brasileiros sequer tem água tratada) Enfim… Nós somos muito privilegiados!! É muito importante que nunca esqueçamos disso.

Meu desejo para 2017 é continuar sendo sustentada pela graça e misericórdia do Senhor, porque eu não sou melhor do que ninguém e não mereço nada disso. Desejo também saber utilizar cada vez melhor os recursos e oportunidades que Deus me deu para poder ajudar mais pessoas.

Louvado seja o nome do meu Senhor e Salvador Jesus Cristo, só por Ele eu poderia ver tudo isso.


Quem é este menino afinal?

dezembro 25, 2016

Menino-Jesus-na-manjedoura.jpg

A Bíblia nos conta no evangelho de Lucas capítulo 2, que havia um homem chamado Simeão, ele era justo e muito temente a Deus. O Senhor havia dado uma promessa a este homem, que antes de morrer, ele veria o Enviado de Deus.
Simeão então se agarrou à promessa do Senhor, e passou o resto dos seus dias esperando o cumprimento da profecia, mas não uma espera tediosa e desanimada, como se estivesse esperando sua vez na fila do banco, mas com o coração aquecido de grande expectativa e esperança! Simeão ansiava todos os dias pelo cumprimento daquela promessa maravilhosa.
Até que um dia, Deus lhe disse para ir ao templo em Jerusalém, para finalmente contemplar o Filho de Deus. Chegando lá, Simeão se deparou com uma jovem mãe e um bebezinho no colo. Ele se alegrou muito e disse: “Agora, Senhor, despedes em paz o teu servo, Segundo a tua palavra; Pois já os meus olhos viram a tua salvação, a qual Tu preparaste perante a face de todos os povos; Luz para iluminar as nações, E para glória de teu povo Israel.” Lucas 2:29-32
Simeão não viu um rei poderoso que sobrepujasse todas as nações diante de Israel, como muitos judeus aguardavam, tampouco viu um homem andando sobre as águas ou ressuscitando mortos. Ao invés disso, Simeão viu apenas um bebê, exatamente igual a qualquer outro que ele já havia visto, cheirando a leite, babando e sem saber fazer nada além de chorar. Mas a fé e devoção daquele homem era sincera, e a presença do Espírito de Deus em sua vida fez com que ele visse naquele bebezinho, todo o grandioso e eterno plano de Deus para a redenção dos homens. Ele então levantou os olhos aos céus e com o coração jubiloso louvou ao Senhor e ficou plenamente satisfeito.

Hoje nós não temos somente o testemunho de um bebê nos braços da jovem Maria. Hoje nós temos o testemunho documentado de que o menino da manjedoura calou mestres e doutores com sua sabedoria; curou enfermos; ressuscitou mortos; andou sobre as águas; expulsou demônios; cessou tempestades com sua voz; morreu, ressuscitou e dividiu a História.
Temos muito mais sinais do que Simeão teve, mas será que você pode dizer de todo seu coração: “Senhor, os meus olhos viram a tua salvação, a qual Tu preparaste perante a face de todos os povos”? Ou será que para você, Jesus ainda é apenas aquela figura do bebezinho no presépio?
Perceba que existiram muitos naquela época que viram Jesus em toda sua demonstração de poder, e muitos dos que foram testemunhas oculares dos seus milagres magníficos, não experimentaram nenhuma mudança em suas próprias vidas, porque não creram.
Ou seja, o nascimento, morte e ressurreição de Jesus Cristo, são a concretização dos planos eternos de Deus, estabelecidos antes da fundação do mundo, quer você saiba disso ou não. Mas na tua vida em particular, isso só fará diferença se você de fato crer de todo o coração. “A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.” Romanos 10:9

Simeão viu apenas um bebê e creu no Filho de Deus; os magos viram apenas uma estrela no oriente e creram; no Antigo Testamento os servos de Deus nem mesmo viram nada disso, mas creram na promessa da redenção divina. É como disse Jesus ao duvidoso Tomé: Disse-lhe Jesus: Porque me viste, Tomé, creste; bem-aventurados os que não viram e creram.” João 20:29

Hoje nós não estamos vendo Jesus Cristo encarnado (mas O veremos no futuro), porém temos agora o testemunho das mais de 300 profecias escritas séculos antes de seu nascimento e cumpridas na vida de Jesus. Temos o testemunho documentado dos seus discípulos, e de tantos mártires que vieram após. Temos o testemunho da própria Bíblia, que é o livro mais perseguido da História e mesmo assim, o livro mais lido da História.

E então? Quem é Jesus para você? Um bebê no presépio? Um personagem nos teatros de Natal? Uma história no cinema? Uma divisão no calendário? Uma vaga lembrança de final de ano? Um profeta? Um personagem histórico? Ou mesmo um nome a ser lembrado somente aos domingos?
Enquanto Ele for só isso para você, a Sua vinda poderosa a este mundo não causará nenhum impacto na tua história particular.

Devemos viver todos os dias com grandes expectativas pelas promessas de Deus, com a mente focada nas coisas do alto e o coração cheio de fé, tal como Simeão vivia. Não é à toa que o Espírito de Deus estava com ele.
Hoje temos as promessas e profecias a respeito da volta gloriosa de Jesus e nosso encontro com Ele, para estarmos eternamente juntos de nosso amado Senhor! Aonde não haverá mais dor, nem injustiça, nem choro, nem tristeza alguma.
Será que vivemos com o coração aquecido por essas promessas? Será que vivemos como a Bíblia ensina: Pensando nas coisas lá do alto e não nas daqui da terra? (Colossenses 3:8)
Ou será que nós dizemos apenas: “ah sim, Jesus, o filho de Maria que nasceu em Belém, já conheço essa história…”. A Bíblia relata que desta maneira pensaram muitos conterrâneos de Jesus, e por esta atitude, mesmo estando diante do Deus encarnado, muitos sequer viram seus milagres, por causa da incredulidade deles. (Mateus 13:58).

E você? Seu coração anseia pela vinda de Jesus? Você vive pensando nas coisas do alto? Você deseja com grande expectativa e alegria estar para sempre com O Amado Salvador?
Jesus já veio, já nasceu, morreu, ressuscitou e já subiu aos céus, cumprindo a promessa e as profecias, e consumou o plano eterno de Deus para o perdão e a salvação do ser humano. Mas na tua vida isso só fará diferença, quando houver fé e devoção completa do teu coração, aí então, você O conhecerá não apenas como o personagem do Natal e da Páscoa, mas como Aquele que disse: “e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.” Mateus 28:20

E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coraçãoJeremias 29:13


setembro 21, 2016

Pregação muuuito boa. Vale a pena assistir https://youtu.be/rcaDq7ELOnU