janeiro 17, 2006

Um dia eu estava andando no mercado municipal e um homem de uma loja de “frufruzites” deu-me um sabonete em forma de coração.

Hoje eu vi o tal sabonete no banheiro de serviço aqui de casa. Tudo bem que eu já tinha me esquecido dele, mas minha mãe bem que poderia ter mais consideração com meus fãs =P


Seria cômico, se não fosse trágico

março 4, 2005

corte.jpg

A Veja desta semana trouxe uma reportagem muito interessante sobre algumas diferenças entre os sexos, a parte que mais me chamou atenção foi sobre o comportamento. Algumas páginas da revista foram usadas para expor pesquisas feitas em várias partes do mundo mostrando que as mulheres com QI mais alto, melhor capacitação profissional e intelectual, têm chances muito menores de se casar. Eu até pensava que poderia ser porque elas dispensam mais tempo com sua vida profissional em detrimento de investir na vida afetiva, mas não! Os motivos mais fortes são principalmente estes:

1. Os homens procuram mulheres com capacidade intelectual inferior à deles e com cargos subordinados aos deles. (não adianta reclamar, são dados científicos!).
2. As mulheres mais cultas e profissionalmente bem sucedidas procuram homens que tenham, no mínimo, o mesmo nível intelectual que elas. (não adianta reclamar, são dados científicos!).

Resumindo, mulher gosta de homem inteligente, que possa acompanhar suas conversas no mesmo nível (ou até mais, pra ficar babando e contando para as amigas “ai meu namorado e tão inteligente…”). Bom, isso todo mundo já sabia, o que eu fiquei realmente indignada é com a explicação masculina para o fenômeno, ou seja:
Homem gosta de mulher burra! Não me xinguem, esta foi a conclusão do jornalista que fez a matéria da Veja (e baseada em dados científicos!).

Olha, a situação é triste colegas!
Ainda bem que eu não sou tão inteligente quanto gostaria =P
Tem que rir pra não chorar…